Loading...

Um Verdadeiro Paraíso Perdido no Atlântico

"...POR ISSO EU SOU DAS ILHAS DE BRUMA ONDE AS GAIVOTAS VÃO BEIJAR A TERRA..."

Seguidores - PRESENÇA NECESSÁRIA PARA CAMINHAR...

PRESENTES DE AMIGAS

PRESENTES DE AMIGAS
SELINHO DA DINDA PARA MIM

terça-feira, 12 de abril de 2011

MEUS ESCRITOS - BRINCANDO DE ESCREVER

PINGOS

(Os alunos escreviam, tendo como fundo musical áreas cantadas por L.Pavarotti)
E EU, NO FUNDO DA SALA , TAMBÉM BRINCAVA DE ESCREVER...


Palco.
Luzes.
Sons.
A dança dos segundos.
..................................................................................................................


Ribalta.
E lucevan le stelle
Rodopia na ponta dos pés
Uma interminável multidão de cegos.

..................................................................................................................

Na tua mão
Feito picadinho de papéis velhos.
A mais linda história de amor.

..................................................................................................................


Nesga de azul.
Nesga de sol.
Janelas de concreto.
Teu olhar.
Meu coração.

..................................................................................................................

Telhados vãos.
Desvãos do tempo
Destempero.
Gotejantes luzes.
Tangentes frestras.
Cicatrizes.
Hipérboles.
Questões do tempo.

Vertentes da paixão.escarpas do medo.
Sepulcro.
Silêncio.

..............................................................................................................................


Ay mya señor,
Ya m’olvidey
D’aquel tempo.
Desvanida estabas
Enlumbrada d’anelos

Ay, mya señor,
Ya m’olvidey
D’aquelas horas,
Semillas de viento
Por el aire de tus ojos.

(frustrada tentativa de cantiga de amor)


..............................................................................................................................

Sementes de vento
Bordam crinas nas pontas do álamos.
Alados cavalos ao vento.
Catedrais de águas turvas.
Voltas.
Revoltas.
Miolo desfeito.
Pérolas perdidas.
Ai de mim sem mim.


..............................................................................................................................

Vi-te, vida.
Vîte, vida!
Sopra em mim
O que de mim resta.

Vi-te, vida.
Vîte, vida!
Consome o que de mim resta.

Vi-te, vida.
Vîte, vida!
Resta em mim

(vîte – francês= depressa)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SALVAÇÃO

SALVAÇÃO
SURSUNM CORDA! (erguei os corações ao alto)