Loading...

Um Verdadeiro Paraíso Perdido no Atlântico

"...POR ISSO EU SOU DAS ILHAS DE BRUMA ONDE AS GAIVOTAS VÃO BEIJAR A TERRA..."

Seguidores - PRESENÇA NECESSÁRIA PARA CAMINHAR...

PRESENTES DE AMIGAS

PRESENTES DE AMIGAS
SELINHO DA DINDA PARA MIM

quinta-feira, 31 de março de 2011

VIAGEM PARA O SUL DE MOTO HOME - 6

22 de janeiro.
Passamos de novo em Gramada. Fora do centro comercial é bem mais interessante. No entanto, notamos que os alemães faturaram tudo. Inventaram um tal de Lago Negro – artificial – claro. Nesse lago estavam vendendo sorvete caseiro (da kibon) a 12 a bola. Ladroeira.
Fizeram também a réplica em miniatura de castelos alema~es. Promoção de um hotel Ana Höppner – 40 por pessoa. O pessoal faz fila para entrar. Bonitinho, mas nada de especial. Enfim, o que se destaca em Gramado é a ciência de tirar dinheiro dos trouxas. Há casas lindas com jardins sem muros, floridas, mas ainda tenho muitas saudades das primaveras de Caraguá.
Temos comido uva à vontade. 7 o quilo. Pêssego também. A carne é ótima. Não sei se disse que já nos acostumamos a tomar chimarrão, che! Vamos levar uma cuia para o Guilherme. Não se usa açúcar, nem coador melita, nem pó de café que é caríssimo.
Amanhã vamos embora do camping do Caracol. Vamos ficar com saudades. Para nós foi um lugar especial. Devemos ir para Caxias do Sul ou Flores da Cunha, região de bons vinhos. Para nós vai ser um pratocheio... nem pensar....
Estou com vontadede voltar pelo interior. O litoral está danado. Tudo caro, badalação, zoeira e exploração. O pai quer voltar por uma estrada de terra de 40 km. “Esmocionante”...
Saída do Caracol – 24 de janeiro às 10 horas.
Vimos móveis em Lã Pele –Castelinhos.
Km 41.973
Os móveis são excelentes. Encontramos na Lã Pele um dormitório especial por 30 mil. Passamos no Castelinho, antiga residência de uma família alemã. Transformaram a casa num museu, e como não são trouxas, aproveitaram para vender mil coisas. Entre elas apfesstrudel, a famosa torta de maçã. Sou louca por strudel e comprei uma . não via a hora de saboreá-la. Que decepção! Conhece aquelas padarias do Taboão? Daquele tipo. Já não se fazem mais alemães como antigamente.
Passamos em Gramado para comprar chocolate para a família. Aqui entre nós, acho que eles compram este chocolate em São Paulo e revendem aqui.
Passamos por Nova Petrópolis. Colonização alemã. Feira do imigrante. Artesanato, flores, almoço todo mundo junto numa longa mesa.
Aldeia histórica onde viveram os primeiros colonizadores. Tudo escrito em alemão. Até na igreja e na porta do pequeno cemitério. Entendi tudinho....
Aos sábados, danças típicas. É muito simpática a cidade. O pai comprou um caixotinho com begônias para jardineira. Espero que agüentem até Caraguá.
Vamos para Caxias.
Cidade grande. Resolvemos acampar a 22 km em Flores da Cunha. Gostosinho o lugar. Muitas parreiras. Nas casas mais antigas fala-se um dialeto italiano. Estávamos na telefônica e entra um gaúcho. Acho que ele vai falar”como vai,che, mui amigo” ou coisa semelhante. Mas qual! Olha só a conversa: “Ela está no ospedale e machucou la gamba e la testa” Entendeu?
Pai e filho conversando: “não pode tomar banho molto tempo perchè manca l’acqua.” Eta, Brasil! Vai demorar essa tal de unidade nacional.
É meio dia. Preciso comprar umas coisas no supermercado. Vou entrando. Está sem luz. Todo mundo olhando na nossa cara. Todo mundo é exagero: apenas os donos. Eles vão fechar para almoço um supermarcado mais ou menos como o Silva Indaiá. Só vão abrir às 13:30. É issso aí!
O dono dos móveis Florense mora num castelo com telhado de cobre, cristal na janela, mármore não sei onde. Credo! Parece o castelo do drácula.
Aqui nós somos forasteiros, como em Socorro.Aí vem o interrogatório: de onde vem? é a primeira vez? Há dez dias atrás estavam em Torres?
As crianças estão pescando no lago do camping. O pai está dormindo no colchão do Maurício na grama.
Aqui tem um espaço excelente para o Rafa. Que saudades!
Amanhã devemos ir embora para o litoral, mais ou menos 700 km.
Saída de Flores da Cunha – 27 de janeiro – 11:05.
Chegada a Blumeneau – 27 de janeiro – 21:05. Quase 500 km.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SALVAÇÃO

SALVAÇÃO
SURSUNM CORDA! (erguei os corações ao alto)